quarta-feira, 2 de julho de 2014

VIAGEM COM A DIREÇÃO ESPIRITUAL DO FREI JURANDIR - ITÁLIA, GRÉCIA E TURQUIA


ÉFESO
Pode-se dizer que Éfeso é uma das maiores, mais bonitas e mais bem preservadas cidades anciãs do mundo.
A cidade grega de Éfeso foi erguida por volta de 1000 anos a.C. e logo ganhou fama como centro de veneração de Cibele, a deusa-mãe da Anatólia, que foi depois substituída por Artemis. O grande Templo de Artemis, que é uma das Sete Maravilhas do Mundo, se localizava em Éfeso. Na antiguidade, a cidade foi um centro muito importante, primeiro no mundo pagão e mais tarde no mundo cristão, por trás unicamente de Atenas e Jerusalém.
Éfeso foi fundada por Lisímaco, sucessor de Alexandre o grande, mas foi sob o domínio romano, que se tornou o porto mais importante do Egeu. No ano de 133 a.C., a cidade foi declarada capital da província romana da Ásia e foi também no período romano que a cidade ganhou esplêndidos monumentos arquitetônicos, que se tornaram o orgulho da população de mais de 400.000 habitantes.
Dois dos primeiros grandes Concílios da Igreja Católica (431 e 449 d.C.) foram realizados em Éfeso, sendo que no de 431d.C. foi confirmado o dogma da maternidade da Virgem Maria e a dupla natureza de Jesus Cristo, como Deus e como homem.

Alexandre, o Grande, Cleópatra, Virgem Maria, Izabel, São João e São Paulo foram algumas das pessoas que passaram por Éfeso.



A Casa da Virgem Maria
A casa da Santa Virgem Maria, fica no alto do monte Coresus (Panaya Kapulu) a 8 km. do centro de Éfeso num local conhecido agora como Maryemana Kultur Parki. A casa foi oficialmente declarada pela Igreja Católica Romana em 1896 e desde então tornou-se local de peregrinação de cristãos e muçulmanos, além de peregrinos de vários outros cultos.
Os peregrinos cristãos visitam a casa baseados na crença de que Maria foi levada para esta casa de pedra por São João e ali eles viveram até a Assunção de Maria (de acordo com a doutrina católica) ou até a Dormição (de acordo com a doutrina ortodoxa) .
Lá dentro, pode visitar a casa, beber água das fontes milagrosas que estão mesmo por de baixo dela, e deixar os seus desejos num papelinho enfiado na parede.
Há ainda um recinto ao ar livre (pequenino, não imaginem que é Fátima), onde os grupos de peregrinos costumam celebrar missa.
Visitaram o local: em 1967, o Papa Paulo VI; em 1979, o Papa João Paulo II e em 2006, o Papa Bento XVI.



Kusadasi
O nome da cidade significa "Ilha do Pássaro", e vem de uma ilhota ligada ao continente por uma passarela. Kusadasi é um frequente porto de escalas para os cruzeiros de luxo. Possui prazerosa e movimentada vida noturna. O Kervansarayi em um forte genovês do século XIV, revela as origens comerciais da cidade.


Esses e muito mais são alguns dos lugares que vamos visitar na viagem ITÁLIA, GRÉCIA E TURQUIA com a direção Espiritual do Frei Jurandir Caetano.



Nenhum comentário:

Postar um comentário